Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

06 julho 2008

Credo dos Apóstolos

O Credo dos Apóstolos pode ser chamado de "a fé dos antigos". Mal visto pelos evangélicos, que o tem como "reza dos católicos", é praticamente desconhecido pela igreja evangélica, que perde muito com isso. Pois a "a fé dos antigos" é a nossa fé. E fazemos bem em atentar para ela, como filhos reverentes que ouvem a sabedoria de seus pais.

O Credo dos Apóstolos não é católico-romano, pois sua origem é anterior à romanização da igreja, embora seu desenvolvimento histórico tenha se dado quando a ICAR já existia. E tampouco é uma "reza" ou prece decorada como as muitas existentes na igreja romana. O Credo Apostólico é uma confissão de fé, uma declaração de crença, que expressa o ensinamento bíblico essencial aos crentes em Jesus. Aceitar o credo apostólico não é tornar-se papista, pois os reformadores não apenas aceitavam, como ensinavam o Credo à igreja protestante e no entanto rejeitavam o papado.

Se você não conhece o credo, leia-o abaixo. Querendo Deus, publicaremos uma série de meditações sobre os doze artigos de fé que compõem o Credo dos Apóstolos.



Credo dos Apóstolos


Creio em Deus Pai Todo-Poderoso, Criador do céu e da terra.

E em Jesus Cristo, seu Filho unigênito, nosso Senhor;
Concebido pelo Espírito Santo e nascido da Virgem Maria;
Que padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, morto e sepultado,
E ao terceiro dia ressurgiu dos mortos;
Que subiu ao céu e assentou-se à direita do Pai Todo-Poderoso
De onde há de vir para julgar os vivos e os mortos.

Creio no Espírito Santo,
Na santa igreja católica, na comunhão dos santos,
Na remissão de pecados,
Na ressurreição da carne e
Na vida eterna.

3 comentários:

Rubens Giglioni Rosenhein disse...

Interessante artigo este sobre o credo dos apóstolos o qual nada mais é do que uma síntese da declaração de fé das várias denominações evangélicas, da qual muitos crentes não conhecem. Os que conhecem o credo se recusam a recitá-lo devido a parte que diz que cre na santa igreja católica,por desconhecerem a origem da palavra e também da frase comunhão dos santos que muitos entendem se os vários santos (imagens) que a ICAR adota.

Clóvis disse...

Rubens,

Interessante você apontar os motivos das resistências evangélicas ao credo apostólico. Eu sabia do "creio na santa igrejas católica", mas nunca tinha pensado na "comunhão dos santos".

Seria bom esclarecer esses pontos, para que diminua a resistência e essa declaração primitiva da nossa fé comum.

(-V-) disse...

ótimo texto...

Realmente aqueles que não conhecem o que significa o termo católica ficam assustados.
Só que o mais interessante é que a igreja evangélica brasileira está cada vez mais católica e a católica cada vez mais evangélica.

É precisamos de mais 95 teses!

No amor e na verdade que nos une,
Vini

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.