Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

30 outubro 2008

Eu, um calvinista?

Somente é verdadeiro calvinista e pode levantar a bandeira calvinista aquele que, em sua própria alma, pessoalmente, foi tocado pela Majestade do Altíssimo, e submisso ao poder esmagador de seu amor eterno ousou proclamar este amor majestoso em oposição a Satanás, ao mundo e ao mundanismo de seu próprio coração, na convicção pessoal de haver sido escolhido pelo próprio Deus e, portanto, devendo agradecer a Ele e a Ele somente por toda graça eterna.

Abrahan Kuyper

4 comentários:

Roger disse...

Uai, sô! Será que eu também sou um calvinista?!

Já ouvi dizer que Kuyper era o cara.

Saudações!

Ednaldo disse...

Kuyper pe um dos meus preferidos, pois a exemplo de outros como Lloyd-Jones tinha um equilibrio incrível.

Felicidades, Clovis.

Clóvis disse...

Roger,

Esses caras complicam a nossa vida. A gente pensa que é calvinista, daí vem alguém e diz que um calvinista age de forma diferente. A gente diz que é crente e de repente alguém mostra o que é ser crente de verdade.

Fica difícil.

Digamos então que sou um aspirante a calvinista...

Em Cristo,

Clóvis

Clóvis disse...

Ednaldo,

Confesso que não li muito de Kuyper, embora tenha ouvido falar muito, e bem dele. Vou colocar alguma obra dele em minha lista de desejos.

Sobre Lloyd-Jones é realmente incrível. Um dos meus sonhos de consumo é seu extenso comentário de Romanos. Li uns três livros dele.

Em Cristo,

Clóvis

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.