Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

28 novembro 2008

Ainda sobre eleição e predestinação

O irmão James do blog Jesus, O Maior Amor fez um comentário ao meu artigo "Predestinação e Expiação", o que segue é minha resposta a ele, com algumas correções.

Você concorda comigo que a eleição não torna a morte de Cristo sem sentido ou desnecessária, embora anteriormente tenha perguntado "qual a necessidade de Cristo ter tanto padecido na cruz do Calvário, uma vez que, já havia a predestinação de muitos, como afirmam?". Porém, considerando que "Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores" (1Timóteo 1.15) e que de Chico a Francisco todos são pecadores, conclui que Jesus veio para salvar a todos.

Mas então, cabe perguntar: Jesus falhou em sua missão? Pois se Ele veio para salvar a todos sem exceção e nem todos são salvos, há que se concluir que Jesus falhou em seu propósito, pelo menos em parte. A menos que se diga que Ele não veio para salvar, mas apenas para tornar a salvação possível. Mas daí você precisaria mudar o versículo citado para "Cristo Jesus veio ao mundo para tornar possível a salvação dos pecadores".

Quanto à minha citação de Efésios 1:3-11, você não contestou que a passagem apresenta uma estreita relação entre eleição e expiação, a eficácia de uma dependente da realização da outra. O que você fez foi citar o verso 19, que diz “... a sobreexcelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder”.

Ora, em primeiro lugar o versículo citado não desfaz a interdependência entre eleição e expiação, portanto o meu argumento permanece firme. Em segundo lugar, o verso serve para provar alguma tese arminiana? Segundo você, a fé é uma condição. Mas condição para que você não esclarece, suponho que seja para apropriação da salvação. Eu não discordo disso, pelo contrário afirmo que crer é a única condição imposta para a salvação.

Mas uma outra questão se levanta: como a pessoa crê? Pela capacidade de seu livre-arbítrio? Convido você a ler novamente o versículo que você citou, especialmente a parte que diz "os que cremos, segundo a operação da força do seu poder". O que nos capacita a crer não é um livre-arbítrio inventado em salas de filosofia, mas o poder de Deus operante em nossos corações. Sem que Deus opere poderosamente em nós, ninguém consegue crer.

Então avanço um passo a mais. Já ficou estabelecido que da eleição decorre a expiação e sabemos que desta última, a aplicação da salvação. No eleger vemos a vontade do Pai. Na expiação, a obra do Filho. E na aplicação o poder do Espírito Santo. Ora, se Deus quer salvar a todos sem exceção, o Filho morreu para salvar a todos sem exceção e o Espírito Santo está fazendo o melhor que pode para salvar a todos sem exceção e mesmo assim vemos que grande parte dos homens vai para o inferno, não é de se concluir que o Pai está contrariado, o Filho desapontado e o Espírito Santo frustrado? Não é isso que vemos nas Escrituras, pois nEla a vontade do Pai é sempre realizada, o Filho ficou satisfeito com o resultado de Sua obra e o Espírito age eficazmente!

Você diz ainda que quando abre a Bíblia vê a predestinação de um povo e como não vê ali nomes, nega a predestinação de indivíduos. O arminianismo sofre desse mal. Como rejeitam o que a Bíblia diz de forma simples e direta, inventam alternativas "palatáveis" às doutrinas "indigestas" ao orgulho humano. E como só existe uma verdade enquanto há várias mentiras, as "soluções" arminianas se multiplicam. Uns dizem que a eleição é pela presciência, outros dizem que é corporativa e outros zombam da onisciência divina e da natureza da igreja advogando uma eleição amorfa, exemplificada num navio predestinado ao céu. Portanto, não me surpreende a sua saída com a eleição corporativa.

Porém, quando você diz o homem "precisa ser provado" e mostrar que "é apto para a salvação", custa-me acreditar que estou ouvindo isso de um cristão evangélico. Se o homem precisa mostrar-se apto para a salvação, então a salvação não é por graça, mas por aptidão. Isso, meu irmão, deixa de ser arminianismo para se tornar pelagianismo escancarado. Espero, sinceramente, que apenas tenha se expressado mal.

Quanto aos versos bíblicos que postou, digo amém a todos eles, pois tomados em seu sentido natural, sem forçar de fora uma interpretação, confirmam o que eu creio.

Soli Deo Gloria

2 comentários:

james disse...

Clóvis,

Sou grato à indicação de minha humilde pessoa com relação à nossa troca de idéias, porém é de nos chamar a atenção a necessidade de se buscar à santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor, Hebreus...

Outrossim, agradeço por indicar nosso espaço blogueiro, JESUS, O MAIOR AMOR, aproveito para informar o endereço www.jesusmaioramor.blogspot.com...

Entretanto, minha participação aqui, se prende ao fato de que, estas suas colocações foram por mim respondidas no blog de nosso amado irmão Anchieta Campos, então, aproveito este espaço para novamente responder às suas colocações.

Assim, para não ficarmos com mensagens repetitivas, me apegarei somente a...

Nosso Amado, “o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim, o Primeiro e o Derradeiro”, assim nos garante em Apocalipse 22:

“Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas” (v.14), e outra vez,

“E o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem. E quem tem sede, venha; e quem quiser, tome de graça da água da vida” (v.17);

E disse mais: “Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.” (21.6)...

Note bem: “... E QUEM QUISER, TOME DE GRAÇA DA ÁGUA DA VIDA” e outra vez “QUEM QUER QUE TIVER”, assim, todos os homens, digo, TODOS OS HOMENS, tem por livre opção, livre arbítrio, desejo, amor, vontade, necessidade, querer, faculdade de decidir, pela graça de Deus, agraciada aos homens (TODOS OS HOMENS), pelo sofrimento de Jesus Cristo na cruz do Calvário...

Ainda, conforme sua colocação que insinua a mim ter afirmado, “a salvação não é por graça, mas por aptidão”, digo que, conforme meu dicionário, prof. Francisco da Silveira Bueno, o adjetivo “apto” refere-se a: hábil; capaz; idôneo; próprio; conveniente; aprovado.

Portanto, quando afirmo que “o homem precisa ser provado se é apto para adquirir salvação”, jamais afirmei que a salvação é por aptidão, como quer manipular, aliás tentas manipular a “letra”...

Assim, com o que aprendemos acima, torno a reafirmar: “o mesmo homem precisa ser provado se é aprovado para adquirir a salvação”, pode entender agora???

Noto ainda, que gosta de muitos “ismos”...

Outrossim, jamais eu seria um cristão evangélico, Jesus Cristo nos chamou a sermos crentes, não evangélicos (João 20.27; 1Coríntios 1.21; Atos 16.1; Gálatas 3.9,22 “Mas a Escritura encerrou tudo debaixo do pecado, para que a promessa pela fé em Jesus Cristo fosse dada aos crentes.”)...

Somos todos predestinados à salvação, aqueles que por seu livre-arbítrio, fizeram tudo quanto o Senhor Jesus admoestou, “... aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus." (Mateus 7.21), mas ficarão de fora da vida eterna os “cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira” (Apocalipse 22.15), pois, tiveram o livre-arbítrio de não fazerem a vontade soberana de Deus...

Fraternalmente.
James.
www.jesusmaioramor.blogspot.com

Clóvis disse...

James,

Mai uma vez obrigado pela interação com minha postagem.

Aproveito para pedir perdão por não ter linkado o seu blog, como costumo fazer. Estarei corrigindo isso agora mesmo.

Quanto aos seus comentários, querendo Deus, pontuarei algumas coisas assim que o tempo permitir.

Em Cristo,

Clóvis

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.