Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

14 dezembro 2008

Cura: um testemunho

"...se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados" Mc 16:18

O pastor Vilmar não era o tipo de pessoa levada muito a sério por alguém que estivesse preocupado com uma gramática correta, bons modo no falar e uma postura mais reverente no púlpito. Em duas palavras, ele era meio desajeitado e muito divertido. Sério mesmo, era meu problema de estômago. Quase tudo o que eu comia fazia mal e na única vez que estive num hospital foi por conta dessa gastroenterite.

Um dia, no culto, o pastor Vilmar com aquele jeitão dele, disse que haviam três pessoas que o Senhor iria curar do estômago naquela noite. Na primeira fila, levantei as mãos rápido e já fui me adiantando, quando ele disse na dura: "não é o irmão não". Voltei para meu lugar e três outras pessoas se apresentaram e foram chamadas à frente para receber a oração.

Quando a igreja estava orando, entre fé e descrença, fui a frente e recebi a oração, junto com os três "agraciados". Saí da igreja meio chateado, mas no dia seguinte, já tinha esquecido o episódio. Até que uns dois meses depois minha mulher disse: "ué, você não tem mais se queixado de problemas no estômago!". Foi quando descobri que estava curado, mas como sou meio Tomézão, passei a observar o comportamento do meu estômago. Não resta dúvida, a mais de 15 anos não tenho mais tido o problema.

Em tempo: eu sempre levei o pastor Vilmar a sério.

Soli Deo Gloria

2 comentários:

Ricardo Andrei Ferran disse...

Brother,
O famoso Tomézão, nao e so vc nao Somos Muitos!!rs

Clóvis disse...

Ricardo,

Eu acredito que precisamos crer em Deus e duvidar do homem. Parece que nas notas de dolar está escrito "we trust in God". Os outros devem pagar a vista!

Em Cristo,

Clóvis

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.