Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

21 março 2009

Graça e paz para santos e fiéis (Ef 1:1-2)

"Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus, graça a vós outros e paz, da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo" Ef 1:1-12

Introdução

A forma que Deus escolheu para ensinar a sua Igreja foi inspirar homens a escrever cartas para as primeiras igrejas. O apóstolo Paulo escreveu a maioria dessas cartas, treze no total. Uma delas é conhecida por nós como Carta aos Efésios e tem como assunto principal a igreja como noiva de Jesus Cristo. A expressão chave é "em Cristo", indicando que todas as bênçãos que chegam até nós são obtidas em Cristo Jesus.

Hoje daremos início a uma série de mensagens baseadas na carta aos Efésios. Começaremos pelos dois primeiros versículos, nos quais temos a saudação de Paulo aos cristão de Éfeso.


I. PAULO

Paulo começa sua carta apresentando-se com seu nome, seguido de suas credenciais de apóstolo. Ele não precisava dizer mais do que seu nome e a serviço de quem estava escrevendo. Você não precisa dizer de si mesmo mais do que o Senhor diz. Nunca se demore falando de si mesmo. Apresente Aquele que te enviou.

1. Apóstolo de Cristo Jesus

Ao anunciar-se como apóstolo, Paulo não estava se engrandecendo. O termo apóstolo não é um título, indica uma função. Paulo fora enviado, era alguém comandado, que estava cumprindo uma missão. Não havia alcançado um cargo numa suposta na hierarquia eclesiástica, mas estava cumprindo ordem de quem o havia chamado.

Ele deixa bem claro a serviço de quem ele estava. Ele era apóstolo de Cristo Jesus. A expressão "de Cristo Jesus" aponta para a pessoa de Jesus, e não para o apóstolo. Paulo estava dizendo, simplesmente, sou um enviado por Jesus Cristo. Não estou escrevendo porque quero, mas porque fui chamado e nomeado por Jesus para orientar a igreja de Deus.

Você certamente tem uma função no corpo. Não existe ninguém no Corpo de Cristo que não tenha um dom pelo menos. Mas olhe agora para seu dom ou para o ministério que exerce. Você é um "pastor de Cristo", um "cantor de Cristo", um "diácono de Cristo"? O ministério que você exerce, o dom que exercita, pertence a você ou a Jesus? Paulo não era um apóstolo, ele era um apóstolo que pertencia a Cristo!

2. Por vontade de Deus

Há um outro aspecto a ser considerado aqui. Paulo não era uma apóstolo pela vontade de homens. Não foi escolhido por um grupo de amigos, como acontece com os apóstolos modernos. Na verdade, notamos uma poluição de apóstolos na igreja e a coisa funciona mais ou menos assim: você me consagra apóstolo e eu te consagro apóstolo. E o número de apóstolos continua a crescer e a crescer.

E quando faltam amigos e sobra orgulho, a própria pessoa se nomeia apóstolo. Não podendo se tornar apóstolo por vontade de homens, tornam-se apóstolos por vontade própria. Não era o caso de Paulo. Não foram os apóstolos de Jerusalém que o escolheram para ser apóstolo. Também não foi ele próprio que passou a se designar a si mesmo apóstolo. Era era apóstolo pela vontade de Deus.

Sendo um enviado por Jesus e estando designado pela vontade de Deus, Paulo tinha a autoridade necessária para escrever aos

II. AOS... QUE VIVEM EM ÉFESO

Antes de falarmos sobre os crentes de Éfeso, vamos descobrir como era a cidade onde eles viviam. Éfeso era uma grande cidade, era nada menos que a capital da Ásia naqueles dias. O maior orgulho dos Efésios era o grande templo dedicado a Diana, considerada a Rainha dos céus. Era um templo enorme, só o teatro diante dele comportava 25.000 pessoas que gritavam "grande é a deusa Diana!".

Além de Diana, recebiam cultos em Éfeso Zeus, Apolo, Dionísio, Hércules, Poisedon e muitas outras. Não bastassem essa penca de deuses, os moradores de Éfeso veneravam também vários heróis, como Alexandre, o Grande.

Perceba a semelhança entre a realidade vivida pelos crentes de Éfeso a vivida pelos crentes brasileiros de nossos dias. Vivemos num país grande e com mania de grandeza. O brasileiro tradicionalmente é idólatra, venerando uma rainha do céu, a quem construíram uma basílica e dão o título de padroeira do Brasil e rainha do céu. E é claro, temos a mesma inclinação ao culto de personalidade. Temos um rei do futebol, um rei da música e recentemente temos apóstolos e evangelistas que disputam seu lugar no panteão de heróis brasileiros!

E é nessa realidade que somos chamados para sermos

1. Santos

O significado da palavra santo é separado. No contexto bíblico, separado para Deus. Os crentes de Éfeso viviam em meio à idolatria e outros pecados, mas deviam se manter separados, evitando se contaminar. Viviam em Éfeso, mas não eram de Éfeso, pois eram santos.

Já nos referimos ao ambiente que envolvia os crentes na cidade de Éfeso e dissemos que não é muito diferente em nossos dias. O mundo continua o mesmo, em todos os tempos. Mas e nós, nos mantemos separados como os crentes que serviam em Éfeso?

Há ainda uma outra característica mencionada por Paulo em sua saudação, que identifica os seus leitores:

2. Fiéis em Cristo Jesus

Temos aqui a causa da separação, da santidade dos efésios. Eles criam em Jesus. A palavra não significa apenas "uma vez creram em Jesus Cristo", mas enfatiza a idéia de uma confiança continuada! Crer em Jesus faz toda a diferença, não somente pelas coisas que recebemos, mas principalmente pelo que nos tornamos.

O grande desafio que enfrentamos é como nos mantermos fiéis em meio a uma sociedade corrupta e uma igreja decadente? A resposta está na graça de Deus.

III. GRAÇA A VOS OUTROS E PAZ

Os crentes tem o dever de manter-se separados para Deus. Para isso, precisam da graça de Deus. É a graça quem capacita o crente a viver em santidade. Sem a graça de Deus, o crente se corrompe e se torna como o mundo. Com a graça o crente vive em santidade e em paz com Deus. A boa notícia é que a graça nos é concedida:

1. da parte de Deus Pai

Vimos que Paulo foi designado apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus. A graça também vem a nós da parte de Deus. Quando Deus escolheu aqueles que iriam receber a bênção da salvação, o fez por pura graça. A graça antecede nossa existência e tem sua origem em Deus Pai que de forma soberana e graciosa decidiu redimir os perdidos.

2. da parte de Jesus Cristo

Se Deus é a fonte da graça, Jesus é o meio pelo qual a graça chega até nós. Já dissemos que todas as bênçãos que recebemos de Deus Pai são recebidas em Cristo. À parte de Jesus não existe graça. À parte de Jesus não existe salvação, pois Ele é o único caminho, a única verdade e a única vida!

Se você está em Jesus hoje é porque a graça de Deus te alcançou.

Conclusão

O resultado de tudo isso em sua vida é paz. Paz com Deus, paz com os homens e paz consigo mesmo. Aquele que vive em santidade, que creu em Jesus, que experimentou a graça de Deus, este é salvo e vive em paz. A paz que excede todo entendimento.

Como está seu coração agora? Você sente-se em paz com Deus ou seu coração está inquieto, preocupado com seu futuro e acometido de dúvidas? Se você não tem paz, você precisa de Jesus. A boa notícia é que Jesus está aqui e se você está insastifeito com sua situação atual é porque Seu Espírito está agindo em seu coração. Creia em Jesus agora e tenha paz em sua vida!

8 comentários:

Ednaldo disse...

Clóvis, que texto abençoado, tanto pela lucidez com que foi tratado como pela aplicabilidade prática.

Gostei muito, inclusive da questão do "apostolado" moderno.

Que Deus continue te abençoando, para nos abençoar.

Em Cristo,

Ednaldo.

Clóvis disse...

Ednaldo,

Soli Deo Gloria.

Em minha igreja, estou tendo a oportunidade de entregar uma série de sermões baseados na Carta aos Efésios. Este foi o primeiro deles.

Logo postarei a última mensagem, baseada em Ef 1:3-14. Infelizmente não sou pregador, então sinto-me frustrado por não conseguir transmitir o tesouro de riqueza que descubro na Palavra de Deus. Mas Deus vai me dando graça.

Em Cristo,

Clóvis

Aldair R. Rios disse...

Amado, desde já peço perdão, achei o video interessante por isso coloquei lá, achei que não tivesse tão dificil pra entender ehhehehehehehe como não tenho um conhecimento ideal para traduzi-lo não o fiz, pois poderia deixar a desejar. Abraço meu irmão e obrigado pela observação.

Soli deo Glória

Angel... disse...

UM ENSINAMENTO É SEMPRE BOM.
aI...aI...QUE COISA BOA.
PARABÉNS.

Clóvis disse...

Oi Aldair,

Acho que o irmão não me entendeu direito.

Eu disse graças a Deus Paul Washer fala espanhol porque eu entendo bem o espanhol (uma das vantagens de morar na divisa entre Brasil, Paraguai e Argentina). Então posso ouví-lo em espanhol.

Como são poucos os videos disponíveis em espanhol, dou graças a Deus por haver irmãos que os traduzem do inglês para o português, pois meu inglês não basta para ouvir.

Assim, posso aproveitar videos em espanhol e inglês traduzido para o português, pelo que sou grato a Deus.

PS.: O Aldair está se referindo ao video El evangelio verdadero, que também publicarei a série introdutória sobre o evangelho, sem traduzir.

Em Cristo,

Clóvis

Clóvis disse...

Angel,

Soli Deo gloria!

Fico feliz que tenha sido útil.

Em Cristo,

Clóvis

Aldair R. Rios disse...

Me perdoe querido interpretei o comentário errôneamente, peço que me perdoe, pelo mau entendido. Gostaria de disponibilizar o canal, onde tem os vários videos da série http://www.youtube.com/user/tomchedge2...
Vamos divulgar os videos, para a honra e glória do nome do Senhor.

Soli deo glória

Clóvis disse...

Aldair,

Não se preocupe com isso, mal entendidos acontecem. Apenas me pesou no coração que pudesse te-lo entristecido com meu comentário.

Mas tudo está bem quando termina bem.

Deus o abençoe.

Em Cristo,

Clóvis

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.