Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

09 junho 2009

Eleição: indivíduos ou nações?

Quanto a esse particular, novamente os nossos oponentes têm procurado transtornar a doutrina da eleição ao afirmarem que deve estar em pauta a eleição de nações inteiras e não de indivíduos isolados. Entretanto o apóstolo havia declarado “...Deus vos escolheu...( 1Tm 2:13,14 )” Trata-se de uma das mais miseráveis e infundadas distorções do mundo, essa que procura mostrar que Deus não escolheu indivíduos, e, sim nações inteiras. Porque a mesmíssima objeção que pode ser levantada contra a escolha de indivíduos isolados, pode ser lançada contra a escolha de nações. Se houver qualquer erro em Deus ter escolhido indivíduos, teria sido muito mais injusto ainda, da parte Dele, se Ele tivesse escolhido nações, posto que as nações são agregados de grandes multidões de indivíduos. E escolher uma nação parece um “crime” mais gigantescos- se é que a eleição é um crime -do que escolher meros indivíduos... Do que se compõem as nações, senão de indivíduos? Que são povos inteiros, senão combinações de diferentes unidades?...Toda e qualquer pessoa que leia este texto bíblico, como também quaisquer passagens paralelas, verá que as escrituras continuamente se referem ao povo de Deus, destacando indivíduo por indivíduo; e elas se referem a cada um deles como um objeto especial da eleição divina. Sabemos que a Bíblia ensina uma eleição individual.

Charles Haddon Spurgeon
In: Eleição, publicado pela Editora Fiel

1 comentários:

Armando Marcos disse...

eu ouvi esse sermão em espanhol! primorosos! é interessante como o Spurgeon explica claramente a eleição!
Abrãços
Armando
BLOG http://armandomarcos.blogspot.com/(tem uns artigos do Spurgeon lá tambem! dá uma visitinha se puder!
abraços

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.