Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

06 julho 2009

O calvinista

O calvinista é o homem que vê Deus por trás de todo fenômeno, e, em tudo o que sucede reconhece a mão de Deus operando a sua vontade; o calvinista, em todas as atividades de sua vida adota uma atitude permenente de oração; o calvinista se entrega completamente à graça de Deus e, exclui qualquer traço de autosuficiência em toda a obra da salvação.

B.B. Warfield
Traduzido por Ewerton B. Tokashiki
In: Traductione Reformata

3 comentários:

Anonymous disse...

Clóvis, vc pode indenticar de quem seria este trecho de texto?

...Digo isto porque você é tão calvinista, que aceita dizer: “Justo, Senhor, por me mandares para o inferno!” Só que seu calvinismo não lhe dá paz, mas apenas resignação ante a Soberania de Deus, a qual, mesmo que você ache “estranha”, é por você aceita, ainda que pareça maldade e perversidade. Para mim, saiba: tal visão é fatalista, perversa, elitista, jactante, e adoecida; não porque Deus não seja Quem Deus é; mas apenas porque o calvinismo não é revelação de Deus, sendo apenas um grande esforço humano para entender e sistematizar o insistematizável: o Deus que é; e que é Soberano. Ora, sendo assim, quero apenas dizer que o que lhe falta é a tal certeza da salvação, a qual você tanto abomina nos lábios jactantes, como eu também. Quando falo de “certeza”, falo na perspectiva do Evangelho, no qual, tal certeza é apenas fé; e, como tal, não se baseia em “boas obras” de ninguém; porém, exclusivamente na Graça de Deus. A Soberania de Deus e a Graça de Deus são a mesma coisa; embora, no calvinismo, a Graça seja quase um departamento central de Deus, mas ainda sob o comando de uma “instância” chamada de “Soberania”. Assim, para muitos calvinistas a Soberania de Deus se associa ao poder Dele de saber tudo, ver tudo e antecipar tudo desde de sempre. Entretanto, enquanto se perdem em tais divagações que apenas nos remetem para doutrinas de angustia e aflição, ou de jactância e eleição orgulhosa, não percebem que a Soberania de Deus, antes de tudo, é a liberdade de Seu amor, e não as demonstrações de Seu poder. O “Deus” soberano dos “calvinistas” acaba sendo um Hercules com onisciência, onipotência, e onipresença. Mas, apesar disso, é Doido, e Nele não se pode confiar, mas apenas desconfiar… enquanto se diz que se é salvo pela fé…, mas se alimenta no coração o fato de que a tal “eleição” é um capricho divino, por mais que os doutrinadores mais lúcidos dessa doutrina se esforcem por diminuir as implicações do horrível fatalismo ao qual ela, mal compreendida, sempre conduz.
E você é a prova disso; posto que diz amar a Jesus, diz crer em sua justiça; e se põe, ao mesmo tempo, entre os “lobos vestidos de ovelha” de Mateus 7. E diz: “Vou estranhar se Ele disser que não me conhece; mas direi: justo!” Até aqui ensinaram a você não que Deus é Soberano, mas “déspota”, e no pior sentido do termo, não conforme e etimologia da palavra, mas sim conforme sua conotação maligna. E mais: não ensinaram a você que a consciência de transgressão não é o fim da jornada, mas seu inicio, para, então, a partir daí, se erguer a base da fé na Graça, na qual somos salvos apesar de nós, conforme Paulo de cabo a rabo...

...Sugiro a você deixar de ler “calvinismos” e passar a ler a Palavra, direto da fonte, e não pelos filtros da religião e seus doutores; todos bem intencionados; porém, tanto pela tentativa de sistematizarem a verdade (tolice!), como também em razão da tentativa de oferecerem um “Deus mastigado” e pronto para ingestão (doutrina e sistematização), criaram um fast-food doutrinário que tem, cada vez mais, o poder de gerar indigestão nas pessoas. Leia também o site, pois, aqui, você aprenderá sobre o significado do Deus Soberano, como também aprenderá que a maior manifestação da Soberania de Deus é a Sua Graça, e não o Seu Todo-Poder. A Soberania de Deus é fruto de Seu inexplicável amor, e não de Seu súbito mal-gênio, ou de algum surto “narcisista” que Ele possa ter… Sabe Deus em razão de quê!? Creia no amor de Deus, e que de Suas mãos ninguém, nem o mar, poderá arrancar você

Clóvis disse...

É um teste?

O texto é do Caio Fábio d'Araújo Filho.

Em Cristo,

Clóvis

Anonymous disse...

Não, mas você tem uma idéia do que houve com Pr. Caio Fábio, de acordo com a doutrina calvinista.

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.