Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

07 julho 2009

Se não for idolatria, é o quê?

13 comentários:

Helder Nozima disse...

No começo achei que era só mesmo uma homenagem simples.

Mas termos como "nada pode te impedir" ou que onde a voz dela chegasse haveria transformação...

Nada pode impedir a Deus...e, até onde sei, não há promessa a qualquer servo dele que, onde ele falasse, as pessoas seriam transformadas.

É, no mínimo...uma homenagem exagerada mesmo. Pra não dizer idolatria, como o título do post sugere.

NETO disse...

Vou dar uma de católico:
"Isso não é idolatria! É "Veneração"! É diferente! Vocês não sabem de nada!"

Ednaldo disse...

Sant'Ana Paula Valadão? UAI!!! Essa é nova.

Claudiney Gonçalves disse...

Irmãos, a paz do Senhor!

Há muito tempo atrás eu era uma pessoa que qualquer coisa desse tipo eu interpretava ao pé da letra sem antes examinar. Se agente procurar acharemos aé agulha no palheiro! Neste caso aí, dos dois, um ocorreu: ou estes jovens realmente estão idolatrando a Ana Paula ou fizeram a letra sem analisar corretamente o que estavam escrevendo. Pode ter sido simplesmente um erro, uma emoção mal representada! Se eles corrigirem a letra, então foi só um descuido, mas se não corrigirem, então estão mesmo fazendo dela um "bezerro de ouro". Vamos dar outra chance a eles e não crucificá-los sem antes dar o direito de defesa!

felipe tarkany disse...

Claudiney,

O que você disse é absolutamente correto. Esse sempre deve ser nosso modo de pensar, pois "a justiça pertence a Deus".
Temos que, mesmo se for a ultima opção, optar para a mais fávoravel.
Fazendo isso teremos uma vida sem julgamentos e, no que depender de nós, vivendo em paz com todos.

Clóvis disse...

Claudiney,

Pode ter acontecido os dois. Não analisaram a letra e acabaram por idolatrar a Ana Paula. A questão é se de forma consciente ou inconscientemente. Mas isto não temos como saber.

Em Cristo,

Clóvis

Clóvis disse...

Felipe,

Não creio que devamos viver uma vida sem julgamentos. Julguem tudo, retende o bem, é mandamento bíblico. Quanto a paz, sou mais Lutero: a paz se possível, a verdade a qualquer preço.

Em Cristo,

Clóvis

José Carlos disse...

Eu não vi nenhuma idolatria aqui

Se o Espirito de Deus Está sobre nós, algo ou alguém pode nos impedir?
Se o Espirito de Deus está sobre nós e guiando as nossas palavras, ações eu penso que muito sõa transformados ao nos ouvir

Vejam tudo que disse está condicionado ao Espirito Santo estar com a pessoa

Eu conheço o trabalho da Ana Paula (DVD´s infantil)vejo sinceridade em suas palavras e em seu louvor.
O que acabei de assitir interpretei como uma homenagem de seus amigos.

Neto disse...

"Se o Espirito de Deus Está sobre nós, algo ou alguém pode nos impedir?
Se o Espirito de Deus está sobre nós e guiando as nossas palavras, ações eu penso que muito sõa transformados ao nos ouvir"

Concordo contigo.
Resta saber SE o Espirito Santo está sobre esse ministério...

E sinceridade NÃO é O diferencial de um homem/mulher de Deus. É a Verdade de Deus (que, claro, traz a sinceridade acompanhada...).
Pois pode ser muito bem que alguem seja SINCERO, mas errado!!!!!

José Carlos disse...

Obrigado por responder Neto.
Por isso que acrescentei ao meu comentario:
"Vejam tudo que disse está condicionado ao Espirito Santo estar com a pessoa".
Na minha a opinião a sinceridade é o grande diferencial de um homem/mulher de Deus - Saulo era sincero no que acreditava, teve sua vida transformada e se tornou um grande ganhador de almas.
Com Nicodemos, José de Arimatéia e tantos outros ocorreu o mesmo.
O "bom" ladrão da cruz não tinha nenhum conhecimento teológico no entanto sua fé sincera o conduziu a salvação. Os que são sinceros naquilo que acreditam mas que hoje "se encontram no erro" ao se depararem com a verdade se converteram como Paulo e tantos outros.
até mais.

Neto disse...

Com certeza, é melhor um errado sincero do que um "certinho com máscara".
Mas não muda o fato do errado sincero ser errado.

Grande abraço.

Dilsilei Monteiro disse...

Prezado Neto,

Sugiro que você procure refletir sobre essa última afirmação. Um bom caminho é você comparar as atitudes do apóstolo Paulo em Gálatas 1 e Filipenses 1. Fazer a coisa certa pelas motivações erradas ainda será muito melhor que fazer coisas erradas supostamente com boas motivações.
Um grande erro do evangelicalismo é esse, agente acha que as intenções validam as ações e Deus está somente interessado num povo que faz o que Ele determinou fosse feito, da maneira como determinou. Nossas intenções em nada servem para validar aquilo que fazemos diferente do que nos foi ordenado.

nEle,

Dilsilei Monteiro

Neto disse...

Amado Disilei,

Vc tem toda razão.
Mas acho que não compreendeu o que eu quis dizer.
Eu quis dizer que é mais fácil um sincero naquilo que acredita, mas errado, se converter, do que uma pessoa que apenas vive algo "de fachada".

Paulo é um exemplo disso.

Um abraço, e obrigado pelo conselho.

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.