Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

01 setembro 2009

O terrorista

Já falei em algum lugar que occalvinista é um ser folclórico. É o currupira eclesiástico, o unicórnio da fé. Citei estórias de pessoas preocupadas porque os calvinistas estavam ensinando “premonição” na igreja, e não duvido que alguém esteja investigando seriamente atentados terroristas causados por estes fanáticos da predestinação.

Mas não era isso o que eu queria dizer. Lembrei-me de um episódio que merece ser relatado. Estava eu passeando no pátio de uma escola quando encontro o Júnior. Ele é um típico estudante colegial, com a ingenuidade daqueles que acreditam em todos. Eu pensei em associar o fato de ser estudante colegial com a ingenuidade, mas logo percebi que isso não existe. O importante é que oJúnior era assim.

Abriu um sorriso de longe para mim, mas logo percebeu o que estava fazendo e fechou a expressão. Chegou bem perto e falou em tom sigiloso: “Ei Allen, é verdade que você está acreditando nesse negócio de calvinismo”?

Era isso. Alguém espalhou a notícia de que eu estava crendo nas perigosas doutrinas da Graça, e o Júnior, coitado, logo se preocupou comigo. Falou em tom confidente, meio preocupado com a minha postura, meio vigilante para não ser ouvido ao falar sobre o assunto.

A predestinação é tabu maior que sexo em algumas igrejas. Esta lá a irmãzinha psicóloga ou sexóloga a rasgar o verbo em suas elucubrações sobre a prática sexual e a sua importância no contexto do casamento, bem como sobre a validade da educação sexual nas escolas, e o debate sobre “detalhes picantes” entre adolescentes da igreja. Mas falar de predestinação já é demais.

Voltei os olhos para o garoto. Aquela pergunta era muito emblemática. Ele nem falou “acredita”, usou a expressão “está acreditando”. Então respondi em alto e bom som: “Mas é claro que eu creio nisso, cara!”. Ele murchou com uma flor de copo d'água. Saiu cabisbaixo. Eu me tornara um terrorista.

Autor: Allen Porto
Fonte: A Bíblia, o jornal e a caneta

5 comentários:

Danilo Neves disse...

Tem gnt que confunde cosmovisão com adoração. Pensam que somos calvinólatras e não calvinistas. Mas, como disse o rev. Nicodemus em certo post, é preciso de mais fé para ser calvinista do que arminiano. E acrescento: é preciso ser mais corajoso também. Expor publicamente que você é um calvinista na teologia é perigoso. Até porque, em alguns círculos, isso virou sinônimo de "sem o Espírito Santo". Credo!! Post interessante esse do NIcodemus, irmãos. Leiam primeiro, antes da palavra "arrogante" querer disparar. Não finquem o pé na defesa de que "é doutrina de demônios" a predestinação.

http://tempora-mores.blogspot.com/2006/01/preciso-mais-f-para-ser-calvinista-do.html

O negócio geralmente fica feio por onde passam as barbas de Calvino. É gerado mais divisão do que união. Isso está na história e está nos dias de hoje, infelizmente.

Neto disse...

Danilo, vivemos numa época onde se busca a glória e indepedencia do homem. Mais do que "Calvinismo", os crentes de hoje refutam tudo que glorifica a Deus unicamente!

Saulo R. do Amaral disse...

Eu e mais uns amigos já fomos taxados de hereges, chamados no presbitério, difamados de diferentes formas... Pais chegaram a proibir filhos de andarem conosco... enfim, tudo poruqe cremos na doutrina clara e bíblica da eleição. Um desses homens, depois, chegou a afirmar que nem sabia o que eram as Doutrinas da Graça. Teve que admitir que criticava sem nem saber do que se tratava. Enfim, qualquer crente que tente viver acima da mediocridade, ainda mais crendo nessas doutrinas "polêmicas", será taxado de parditarista, arrogante, soberbo, sem amor... É uma chatice! No final, eles nem sabem no que acreditam. Estão lá, acariciando a última modinha do meio gospel... Dá nojo!

Saulo

Danilo Neves disse...

Neto, tenho a sensação que os crentes de hoje por não refutarem nada, aceitam tudo. Para isso é preciso viver sem qualquer interesse pela doutrina. A igreja de hoje, em muitos aspectos, se parece e muito com a igreja de Corinto.

Abraço, irmão.

NETO disse...

Danilo e Saulo:
O Diabo é astuto e muito, MUITO sagaz em até usar a própria Palavra para enganar os homens! Tentou até com Jesus!

Porque disse isso?
Porque a "regra de ouro" de hoje em dia é "irmão, quem somos nós pra julgar?" ou "Não julgueis para não ser julgados", ou seja, usa-se esse versículo para sermos BURROS E IGNORANTES, tapar nossos olhos para todo tipo de heresia, besteira e blasfemia, e deixar a zorra correr solta, sem podermos falar nada!
Quanto mais se conhece a Palavra, mas se sabe o certo e o errado! E quando mais se sabe, e mais se ama Ela, mais dá nojo e revolta o engano e as mentiras. Mas, fale algo contra as "estrelas", ou contra os "ungidos do Senhor", e prepare-se para levar pedradas!
Como no passado, busca-se mais a glória dos homens e nos homens, do que a Glória de Deus!

Mas amados, tem 2 versiculos que muito me consolam nessa época em que vivemos:

"como está escrito: Por amor de ti somos entregue à morte o dia todo: fomos considerados como ovelhas para o matadouro" Rm 8.36
e
"Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós." Mt 5.11,12

Fiquem na Paz

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.