Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

07 setembro 2009

Os Puritanos e a Bíblia

O Puritanismo era, acima de tudo, um movimento em favor da Bíblia. Para os Puritanos, a Bíblia era realmente a mais valiosa possessão no mundo. Suas mais profundas convicções eram que a reverência a Deus leva à reverência à Bíblia, e que servir a Deus significa obedecer a Bíblia. No parecer deles, pois, não pode haver insulto maior ao Criador do que negligenciar sua Palavra escrita; e, por outro lado, não pode haver um mais autêntico ato de homenagem a Deus do que prezar a Bíblia e estudá-la cuidadosamente, e então vivenciar os seus ensinamentos e anunciá-los. Uma intensa veneração pelas Escrituras, como a Palavra viva do Deus vivo, e um devotado interesse em saber e cumprir tudo quanto ela prescreve eram o selo de autenticidade do Puritanismo.

J. I. Packer
In: Entre os gigantes de Deus, Editora Fiel.

1 comentários:

Roberto Vargas Jr. disse...

Meu caro Clóvis,
É uma pena que o termo "puritano" tenha hoje uma conotação tão negativa de um exagerado ou um falso moralismo.
Li em algum lugar que os puritanos eram homens comuns, que comiam, bebiam, fumavam e faziam amor... Mas tudo o que faziam, o faziam para a glória de Deus!
Desse modo, de minha parte, muito me agradaria ser chamado de puritano.
Grande abraço, meu irmão, no Senhor,
Roberto

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.