Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

13 outubro 2009

Deus pode usar Satanás para santificar


Paulo diz, nos versículos 2, 7 e 13, que o homem que é culpado desta imoralidade impenitente deve ser removido da igreja: "Expulsem esse perverso do meio de vocês." (v.13) Mas ele dá a resposta mais completamente nos versículos 3-5: "Apesar de eu não estar presente fisicamente, estou com vocês em espírito. E já condenei aquele que fez isso, como se estivesse presente." Em outras palavras, Paulo não pode estar lá em pessoa, mas diz que ele exercerá a influência que puder à distância (talvez em oração) para garantir que a disciplina será efetiva.

Ele continua no versículo 4: "Quando vocês estiverem reunidos em nome de nosso Senhor Jesus [e é por isto que não estamos fazendo isto privadamente, mas reunidos na igreja], estando eu com vocês em espírito [em outras palavras, vocês podem contar com a aprovação de Paulo e a presença de sua influência através da oração], estando presente também o poder de nosso Senhor Jesus Cristo, 5 eu decidi [que vocês devem] entregar esse homem a Satanás, para que o corpo seja destruído, e seu espírito seja salvo no dia do Senhor."

Pode ser que, simplesmente expulsando uma pessoa da comunidade, seja o mesmo que entregá-la a Satanás, mas acho que não. Quando Paulo diz, no final do versículo 4, "com o poder do Senhor Jesus", acho que ele nos mostra que algo mais está acontecendo - algo que precisa do poder de Jesus para ser realizado. Paulo fez isto pelo menos uma outra vez, que sabemos (1 Tim. 1:20): "Entre eles estão Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para que aprendam a não blasfemar."

O que parece estar à vista é algo como o que aconteceu no livro de Jó. O único outro lugar na Bíblia, fora das cartas de Paulo, onde "entregar alguém a Satanás", com estas mesmas palavras, ocorre é em Jó 2:6, que diz, literalmente, "E o Senhor disse a Satanás, 'Pois bem, ele [Jó] está em suas mãos; apenas poupe a vida dele."

O próximo versículo diz, "Saiu, pois, Satanás da presença do Senhor e afligiu Jó com feridas terríveis, da sola dos pés ao alto da cabeça." E o resultado da finalidade da graça de Deus? Jó 42:6-7: "Por isso menosprezo a mim mesmo e me arrependo no pó e na cinza".

Então Satanás tornou-se o meio, sob o controle soberano de Deus, para purificar o coração de Jó e trazê-lo para o mais perto de Deus que jamais esteve. Este não é o único local onde Deus usa Satanás para isto. Em 2 Coríntio 12, Paulo descreve seu espinho na carne como um mensageiro de Satanás, que Deus submete para a humildade de Paulo e a glória de Cristo. Versículo 7: "Para impedir que eu me exaltasse por causa da grandeza dessas revelações, foi-me dado um espinho na carne, um mensageiro de Satanás, para me atormentar - para impedir que eu me exaltasse!"

Quando Paulo orou para que Jesus o retirasse, a resposta que teve foi, "Minha graça é suficiente para você, pois o poder é perfeito na fraqueza." Note que aquele que controla se o "mensageiro de Satanás" fica ou vai é Cristo. É por isto que é tão significativo em nosso texto (v. 4) quando Paulo diz que entregar alguém a Satanás é "com o poder do Senhor Jesus". Não temos o poder ou a autoridade, em nós mesmos, para fazer isto.

Termino com o que espero contenha tanta esperança para vocês como contém para mim. Jesus é o soberano de Satanás. E ele usa Satanás, nosso arqui-inimigo, para salvar e santificar seu povo. Ele trouxe Jó à penitência e à prosperidade. Ele trouxe Paulo ao ponto onde ele poderia exultar na tribulação e tornar manifesto o poder de Cristo.

E Paulo espera que o resultado da entrega deste homem a Satanás será a salvação de seu espírito no dia de Cristo. Em outras palavras, o objetivo de Paulo - nosso objetivo - em entregar alguém para Satanás é que a miséria virá de tal forma que a pessoa dirá com Jó, "Meus olhos viram o Senhor, por isso menosprezo a mim mesmo e me arrependo no pó e na cinza".

John Piper
In: Como Satanás Salva a Alma

3 comentários:

Helder Nozima disse...

Sem exagero algum, John Piper é o teólogo que mais admiro hoje em dia. Seu esforço em mostrar a relevância e alcance da soberania de Deus, que chega até mesmo ao controle sobre Satanás, é admirável. Parabéns pelo texto excelente!

Anonymous disse...

gostei muito me esclareceu, tenho muitas dúvidas e este meio de comunicação sendo bem utilizado é bem proveitoso Deus abençoe

Clóvis disse...

Anônimo,

Obrigado por sua visita e seus comentários. Se quiser compartilhar suas dúvidas, sempre haverá quem poderá te ajudar a saná-las pela Palavra de Deus.

Em Cristo,

Clóvis

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.