Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

21 janeiro 2010

Deus prefere o pecador


"Ó Tu, Fonte de Amor! Tu, de fato, pareces tão ciumento da salvação que comprastes, que, realmente, preferes o pecador ao justo! O pobre pecador contempla a si mesmo, miserável e vil, de tal forma que é constrangido a detestar a si mesmo, e considerar seu estado tão horrível, que se lança em desespero para os braços de seu Salvador e mergulha para dentro da fonte da cura, saindo "branco como a lã". Então, perplexo, revendo o seu estado desordenado, transborda de amor por Ele que, sendo o único que tem o poder, teve também a compaixão de salvá-lo – o excesso do seu amor é proporcional à enormidade dos seus crimes e a plenitude da sua gratidão, à extensão do débito cancelado.



O justo aos próprios olhos, confiando nas muitas obras que ele imagina ter realizado, parece possuir a salvação em suas próprias mãos, considerando os Céus como uma justa recompensa aos seus méritos. No amargor do seu zelo, exclama contra todos os pecadores e representa os portões da misericórdia como trancados contra eles, e o Céu como um lugar ao qual eles não podem ter nenhum direito. Que necessidade tem o justo aos próprios olhos de um Salvador? Eles já estão encarregados com o fardo dos próprios méritos. Ó, quanto tempo eles carregam a carga da lisonja, enquanto os pecadores, despojados de tudo, voam rapidamente com as asas da fé e amor para os braços do seu Salvador, que graciosamente outorga sobre eles aquilo que gratuitamente prometeu!"

Madame Jeanne Guyon

0 comentários:

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.