Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

05 fevereiro 2010

Os maus resultados das campanhas


E quanto ao resultado das campanhas; desculpe-me quem discorda, mas não vejo saldo expressivo para o Reino. Primeiro porque as pessoas vivem em busca das “bênçãos” supracitadas; atividades estas que não habilitam ninguém ao Reino de Deus. Segundo que as tais campanhas criam pessoas peritas no que Deus faz, mas indoutas em quem Deus é; devido às distorções e pobreza da teologia apresentada. E o terceiro mal é que se tem uma geração de viciados em campanhas, de maneira que, não é difícil vê a migração de fiéis para outras denominações por faltar campanha em sua igreja, ou por considerar a mesma desinteressante. O que tem feito muitos líderes repetir a mesma campanha do colega, gerando assim uma proposta única e lamentável de Igreja. Enfim, penso que as campanhas são intermináveis porque intermináveis são os desejos deles por platéias e contribuições.

Gilaelson Santos

2 comentários:

Wilson Parpinelli disse...

Hehehe,
isso me fez lembrar uma discussão que tivemos nas Célula, semana passada...
Como tem gente esclarecida se enganando com as tais campanhas!!!
Uma amiga nossa agora virou apologista das campanhas, e ai de que falar alguma coisa do RR...

Clóvis disse...

Wilson,

Obrigado pela sua visita e comentário.

Interessante que as campanhas quase sempre são para receber coisas. Campanhas de oração por uma causa de relevância real para a igreja, não a vemos.

Lembro-me que nos primórdios de minha fé, meu pastor levava a igreja a fazer campanhas de oração, algumas às seis horas da manhã, para que Deus avivasse sua igreja.

Em Cristo,

Clóvis

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.