Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

06 fevereiro 2010

Responda com doçura e respeito



Há outros, porém, que nunca ouviram nada de semelhante e que estariam totalmente dispostos a aprender, contanto que lhes fosse explicado, ou que tem o espírito tão fraco que não podem captar a doutrina com facilidade. Não se deve nem repreendê-los nem tratá-los rudemente, pelo contrário deve-se instruí-los com amizade e doçura, indicando-lhes causas e razões. Se não conseguirem captar com facilidade, mostrar-se paciente com eles por certo tempo. A esse respeito, Paulo diz (Romanos 15.1 e 14.1): “Acolham com bondade aquele que é fraco na fé”. De igual modo, Pedro (I Pedro 3.15-16): “Estejam sempre prontos a responder a todos aqueles que lhes pedem razões de sua esperança; mas façam isso com doçura e respeito”.

Martinho Lutero
In: Othodoxia

5 comentários:

Esli Soares disse...

Mais uma vez, fantástico... ótimmo texto, irmão Clóvis (retirado dos texto de um homem espiritualmente lúcido e sábio a quase 500 anos, historicidade é algo bom, não despresemos aquilo que já foi ensinado).

Em meu primeiro comentário sobre o 1Tm 2;4, eu elogiei a sua posture em trazer um texto aberto e promover o debate sobre um determinado assunto.

O texto acima mostra que a sua política de ensino é coerente, histórica e sadia.

Que Deus de guarde, te livre e faça resplandecer o seu rospo sobre você.

Voltaire Theologos disse...

Graça e paz! Boa decisão esta de lembrar algo da obra do grande servo de Deus, Martinho Lutero. A história mostra que ele não foi tão tolerante assim. Mas devemos desculpá-lo. A época exigia isso.
Tenho postado alguns estudos sobre Lutero. Convido-te a avaliá-los.
Toda glória ao nosso Deus!

zwinglio rodrigues disse...

Esli,

.
Um homem espiritualmente lúcido?!! Tenho sérias dúvidas sobre isso... e veja que a história pode me dar razão...
.

Esli Soares disse...

Sim Zwinglio... espiritualmente lúcido, as 95 teses são a melhor prova. Isso não faz dele o mais espiritualmente lúcido. Mas foi ele o estopim para a reforma da Igreja. Nas trevas qualquer luz, mesmo de uma vela, vai ilumir.

Com certeza ele em comparação conosco, era até simples de mais (Calvino da nele de 10 a 0), mas eu e você estamos apoiados em muita coisa que ele disse.

Acho ele espiritualmente lúcido, por que ouviu a voz de Deus a chama-lo, em detrimento dos tantos outros, maiores e melhores teologos da época.

Eu quero ser tão lúcido como ele, que sem pensar nas consequências de seus atos, foi a catedral, bateu uns pregos prendendo uns papéis e pois fogo na Igreja.

Sola gratia explica isso.

zwinglio rodrigues disse...

Muito belo e romântico... porém sem rigor histórico...
.
Antisemita;
Alegrou-se com a morte de Zwinglio em Cappel dizendo:o herege, ladrão e rebelde teve o que merecia;
Defendia a morte dos hereges;
Gostava das tabernas;
Meio que mariólatra...
.
Esse também era o Lutero...
.
Cheio de amor cristão, de piedade, de altruísmo...
.
As 95 teses provam a lucidez espirtual de Lutero? E essas coisas?!
.
Veja você, antes dele tivemos TOMÁS WYTTENBACH que já pregava contra as indulgências... então, mesmo com as 95 teses, ele não foi tão original assim...

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.