Já tem uma conta?

Translate this blog

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons nas seguintes condições: você pode copiar, distribuir e utilizar livremente, desde que cite a autoria com link para o artigo neste blog, não o utilize com finalidade comercial e não faça modificações no conteúdo.

07 março 2010

Cânones de Dort - Domingo 10


Eleição Baseada na Boa Vontade de Deus

Mas a causa desta eleição imerecida é exclusivamente a boa vontade de Deus. Isto não implica ele escolher certas qualidades ou ações humanas, entre todas aquelas possíveis, como condição para a salvação, mas ao contrário implica sua adoção de certas pessoas em particular dentre a massa comum de pecadores como sua própria possessão. Como dizem as Escrituras: Não tendo eles ainda nascido, nem tendo feito bem ou mal... Foi dito a ela (Rebeca): O maior servirá o menor. Como está escrito: Amei a Jacó, e odiei a Esaú (Rm.9:11-13). Também: Creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna (At.13:48).

Porque, não tendo eles ainda nascido, nem tendo feito bem ou mal (para que o propósito de Deus, segundo a eleição, ficasse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama), foi-lhe dito a ela: O maior servirá o menor. Como está escrito: Amei a Jacó, e odiei a Esaú. Rm 9:11-13

E o Senhor lhe disse: Duas nações há no teu ventre, e dois povos se dividirão das tuas entranhas, e um povo será mais forte do que o outro povo, e o maior servirá ao menor. Gn 25:23

Eu vos tenho amado, diz o Senhor. Mas vós dizeis: Em que nos tem amado? Não era Esaú irmão de Jacó? disse o Senhor; todavia amei a Jacó, e odiei a Esaú; e fiz dos seus montes uma desolação, e dei a sua herança aos chacais do deserto. Ml 1:2-3

E os gentios, ouvindo isto, alegraram-se, e glorificavam a palavra do Senhor; e creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna. At 13:48

Leia o primeiro artigo da série: 1. O direito de Deus de condenar todas as pessoas
Leia o artigo anterior da série: 9. Eleição não baseada em presciência de fé

16 comentários:

Paulo César disse...

Somente sobre Atos 13:48, porque citar um texto que diz respeito ao povo de Israel, exclusivamente, aí é infantilidade.

Ô Clóvis! Não faça isso.... aí vai o texto que você pode encontrar no meu blog e comentar também! Um abraço para você!

“E os gentios, ouvindo isto, alegraram-se, e glorificavam a palavra do Senhor; e creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna.” Atos 13:48.

Este texto das Sagradas Escrituras parece simples. Bem, seria simples e obvio se grupos religiosos não se agarrassem a ele, como náufragos se agarram aos pedaços do barco para não afundar. Agarram-se a este texto para provarem tudo, menos a verdade. Claro que ninguém é dono da verdade, embora tenha grupo de pessoas que afirmam tal coisa, mas a verdade é evidente, é objetiva, está ali. A mentira não é coisa perigosa porque muitas vezes olhamos para ela e logo a identificamos: “isto é mentira”. Mas, quando a mentira vem travestida de verdade, com cara de verdade, é perigosíssima, e leva muita gente consigo.

Para defender lá o seu movimento religioso, jamais a verdade, os pregadores da Predestinação Fatalista afirmam que quando Paulo e Barnabé pregaram o evangelho muitos ouviram a palavra de Deus, mas somente creram aqueles que estavam predestinados para crer, segundo Atos 13 : 45 a 48. Mas o que é isto?! No muito, palha braba! No máximo, areia fofa! Esse argumentuzinho não resiste a menor análise. Primeiro porque no versículo 46 do capítulo 13 de Atos diz que os judeus não foram salvos porque REJEITARAM, e não porque não foram “DETERMINADOS” para isto. Ora, o homem não alcança a vida eterna porque não foi eleito para isto ou porque rejeita o evangelho da graça do Senhor Jesus conforme fizeram os judeus de Atos 13:46? Qualquer principiante nas Sagradas Escrituras, que busca a verdade e não verdades do seu grupo religioso, sabe que antes da cruz não havia garça salvadora estendida a todos os homens, Mateus 15: 22 – 26 etc. mas como o Senhor Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do MUNDO, João 1:29, e não de poucos, o sacrifício do Senhor na cruz, por ser perfeito, teria que atingir também os gentios. E é isto que está escrito em Atos 13:48.

“E os gentios, ouvindo isto, se alegram-se”. Quem se alegrou ao ouvir a pregação de Paulo e Barnabé? Todos os gentios! “E glorificavam a palavra do Senhor”. Quem glorificava a palavra do Senhor enquanto ouviam Paulo e Barnabé falar? Os gentios! Quantos creram? Todos os gentios que ouviram da parte de Paulo e Barnabé o evangelho da Graça. Não está dito que José ou João que estava ali presente creram porque estava determinado a isto. Não se trata de duas ou três pessoas ali em particular. Não! Tratava-se e trata dos gentios enquanto raça! A eles também foi estendida a promessa da vida eterna. E isto só foi possível com a morte do cordeiro de Deus. Vida perfeita no lugar de vidas imperfeitas. Aos remidos, graça e paz!

Clóvis disse...

Querido irmão Paulo Cesar,

Deus o abençoe grandemente. Obrigado por separar o seu texto em parágrafos, facilita a leitura. Pelo menos esteticamente o irmão está melhorando a qualidade de seus escritos.

Quanto ao conteúdo, continua numa prática condenável de obscurecer o que é claro como a luz do meio-dia. O texto bíblico afirma "os gentios, ouvindo isto, alegraram-se, e glorificavam a palavra do Senhor" e o irmão diz o o versículo "diz respeito ao povo de Israel, exclusivamente". Queria o seu caso fosse mera imaturidade própria das crianças, mas parece que sua motivação é confundir os que buscam entender a Bíblia.

No comentário sobre Ef 2:8 o irmão já usou de artifício mirabolante para afirmar que a fé não é dom de Deus, contrariando o sentido claro do texto. Reconsidere suas intenções frente à Palavra de Deus, pois a mesma não visa fornecer material para desnorteadores e sim para indicar o caminho para o céu.

Sobre At 13:48, já fiz uma análise no artigo "Dispostos ou destinados?", então não vou me estender aqui. Eis o contexto imediato de do verso 48:

"Então os judeus, vendo a multidão, encheram-se de inveja e, blasfemando, contradiziam o que Paulo falava. Mas Paulo e Barnabé, usando de ousadia, disseram: Era mister que a vós se vos pregasse primeiro a palavra de Deus; mas, visto que a rejeitais, e vos não julgais dignos da vida eterna, eis que nos voltamos para os gentios; Porque o SENHOR assim no-lo mandou: Eu te pus para luz dos gentios, para que sejas de salvação até aos confins da terra: E os gentios, ouvindo isto, alegraram-se, e glorificavam a palavra do SENHOR; e creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna" (At 13:45-48)

Podemos identificar três grupos de pessoas aqui: os judeus, os gentios e os que creram. A expressão "e creram todos quantos" indica que nem todos os judeus e não tampouco todos os gentios. Os que creram foram uma parte dos judeus e uma parte dos gentios presentes.

Que houve judeus que creram está registrado no verso 43: "despedida a sinagoga, muitos dos judeus e dos prosélitos religiosos seguiram Paulo, e Barnabé; os quais, falando-lhes, os exortavam a que permanecessem na graça de Deus." Portanto, embora os judeus como um todo rejeitassem a pregação do evangelho, houve entre eles quem cresse.

Assim como houve entre os judeus quem cresse, pudemos supor que houve entre gentios quem rejeitasse o evangelho. "os gentios, ouvindo isto, alegraram-se" junto com "e creram todos quantos estavam ordenados para a vida eterna" permite concluir que nem todos os gentios creram, pois a construção do versículo teria que ser outra, do tipo "e todos os gentios se alegraram porquanto estavam ordenados para a vida eterna".

Finalmente, a questão nesta passagem não é identificar e distinguir os grupos, e sim a relação existente entre eleição e fé. O que o texto prova é que somente crê na história aqueles que foram ordenados para a vida na eternidade.

Em Cristo,

Clóvis

Neto disse...

A eisegese do P.C. foi um malabarismo digno de homem aranha! =P

Clóvis disse...

Paulo Cezar,

A respeito da relação entre fé e pregação do evangelho, sugiro também a leitura do artigo "O poder de Deus para salvação", publicado hoje no 5 calvinistas.

Boa leitura!

Clóvis disse...

Neto,

Discordo de você, ou para citar um leitor do blog: não assino em baixo.

O malabarismo do homem-aranha é bonito e dá gosto de ver. O dos calvinistas, segundo o Zwinglio "me deixem em paz" Rodrigues é digno do Circo de Solei. Já o do Paulo Cesar é todo destrambelhado, tipo aqueles dos créditos dos filmes do Jack Chan.

Em Cristo,

Clóvis

Ricardo Mamedes disse...

Clóvis,

Hummm... então você assiste ao Jack Chan. Quanto à discussão, eu diria que a capacidade de subverter a verdade é crescente. Porém, a sua exegese do verso 48, capítulo 13 de Atos é simplesmente definitiva Clóvis. O erro cometido pelo Paulo César nem é exegético e hermenêutico, mas cinge-se puramente ao significado intrínseco dos vocábulos do idioma pátrio: ... e creram TODOS QUANTOS estavam destinados para a vida eterna. Obviamente que a construção frasal remete não à unversalidade, mas à fração; não ao todo, mas à parte. É somente uma questão de compreensão da língua...

Parabéns Clóvis.

Em Cristo,

Ricardo

Clóvis disse...

Ricardo,

Não espalhe, mas ontem assisti "A hora do rush 3". E como sempre, ri um bocado na "falha nossa" enquanto os créditos passavam.

Em Cristo,

Clóvis

Neto disse...

Ricardo,

Discordo de você. Ou, como um leitor desse blog, "não assino em baixo" (rs x 10!)

Você disse:
"É somente uma questão de compreensão da língua..."
Discordo disso! É muito mais que isso. É "somente uma questão de abandonar pressupostos defendidos ferrenhamente durante anos para submeter-me ao que a Palavra diz..."
Concorda que é mais complicado, não?


Clóvis

tomei um susto com o seu "discordo"! Não faça mais isso! (rs x 20)

Ricardo Mamedes disse...

Neto,

"Data maxima vênia" (rsrs) eu discordo da sua discordância. Nesse caso específico (TODOS QUANTOS estavam destinados...) é sumamente uma questão de bom entendimento da língua mesmo! Circunscreve-se ao significado etimológico das palavras, é o conhecimento da mais elementar regência. Portanto, repito, a frase na sua terminologia tem o significado excludente e não includente. Vale dizer que "todos quantos" nem se refere a contexto bíblico, mas ao significado explícito do texto à luz dos vocábulos. Ou seja, basta entender razoavelmente o idioma pátrio para a compreensão frasal do texto bíblico em referência.

Abraços!

Ricardo.

Neto disse...

2 Co 13.8
"Porque nada podemos contra a verdade, senão pela verdade."

Tg 3.14 e 15
"Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica."

Esli Soares disse...

Irmãos Clovis, Neto, Ricardo, PC, e demais observadores...

Eu acho que discordo da discordância da discórdia discordada pelo Clóvis ao PC, ou em outras palavras acho que o malabarismo do Homem-aranha, não é bonito.

Cultura inútil: Stan Lee fazia questão de mandar os cartunistas desenharem movimentos estranho e desajeitados para que ficasse claro - visualmente – o poder extra, dado ao Peter Parker, um adolescente franzino, pela aranha radioativa, é só ver os quadrinhos;

De igual modo são os do Jack Chan, desconcertantes para darem a impressão de “feitos como por acaso” eventualmente, mas assintas os extras! São horas e horas de ensaios para sai certinho.

MAS, em ambos os casos, esses movimentos são eficientes e eficazes, além de engraçados e objetivos. O QUE NÃO PODEMOS DIZER DESSAS MALOGRADAS TENTATIVAS DE PROVAR AS TESES ARMINIANAS.

Nelas, falta estilo, lógica, os textos são muito são fracos, ruins, mal escritos e cheios de partes incompreensíveis, chegam a ser ridículos em alguns caso; e em todos elas faltam a prova bíblica, são um amontoado de argumentos sem apoio das Escrituras.

E para fechar tudo com chave de ouro, os camaradas arminianos vão embora correndo antes de admitirem erro, choramingado dizendo que foram destratados.

Como disse a um desses chorões: “A disciplina e para os filhos (Hb 12;6)! Estamos sendo duros para que vcs aprenda a verdade, não sejam como animais empacados, que precisam de muito serem espancados, ouçam a voz de Deus que fala nas Escrituras”.

"Naquele que pelo seu bem querer nos escolheu em Cristo"
Esli Soares

Clóvis disse...

Puxa,

Essa pessoal discorda de tudo! Discordo deles.

Clóvis

Ednaldo disse...

Concordo com as vossas discordâncias.

Ednaldo.

Esli Soares disse...

Ednaldo, não muda de assunto, nós estamos falando de dicordância e não de concordância. Veja se concorda conosco, melhor discorda de nós (RSRSRSRS)


Clóvis, qual que é? Vc discorda sobre o homem-aranha, sobre o Jack Shan, ou sebre a discórdia do PC? rsrsrsrs

"calvinista só sabem discordar mesmo" - que vê como vai aparecer um para discordar... hehehehe

Naquele em que somos um só coração...

Abraços

Esli Soares

Neto disse...

Que tal todos concordarmos que discordamos com o Libre-Arbitrio (Autonomia Humana)?

E ponto final!

=)

Esli Soares disse...

Neto...

Eu concordo... rsrsrsrs

Mas, em vez de ponto final!, ponha uma vírgula, assim temos: discordamos do livre-arbítrio, pois esse não é bíblico.

Esli Soaeres

Postar um comentário

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.